28 de fevereiro de 2015

Carteira para documentos


em tecido.

Esta foi a primeira!
Com alguns entraves pelo caminho, 
porque este tipo de trabalho requer entretelas 
com várias espessuras, 
e por cá esse material não existe.
De qualquer maneira,
depois com os cartões 
ela fica firme e estável.
Os tecidos são de uma gama muito bonita 
e conjugam muito bem entre si.

Do modo que já foi para as mãos de outra dona.
(Sem o conteúdo, é claro :))





Até breve!
Beijinhos de Conceição Esteves




24 de fevereiro de 2015

Estojo de costura



Ainda uma prenda de Natal, 
de entre outras que ainda não mostrei, 
mas que o farei oportunamente.

Um estojo de costura (mini),
para andar na carteira, 
ou para andar junto de algum trabalho que estejamos a fazer,
no dia a dia.




Tecido muito antigo tipo vintage, debruado a viés de cetim,
que lhe confere um ar muito delicado.

Á esquerda temos um fecho, que guarda os objetos mais pequenos e que possam caír.
Guarda também a tesoura, o cortador de linhas.
Temos um pequeno livro de duas páginas que seguram os alfinetes e agulhas.
Em baixo um bolso para a fita métrica.
Há direita, dois bolsos em tecido e plástico (vinil)
abertos, para fitas ou elásticos, linhas ou botões.
Para estes acessórios ou outros.

Posição para fechar em três partes.

Fita a dar a volta e prender com laço à frente.

Assim...

Frente

Atrás


Espero que tenham gostado!
Até breve.
Não deixem de comentar.
Um blog não sobrevive sem comentários :)

Beijinhos

18 de fevereiro de 2015

Peg bag - Saco para molas da roupa



Do mais prático que há!
- A cruzeta desliza perfeitamente para trás e para a frente, 
e está sempre ao pé de nós.
Não tomba, por isso as molas não caem.
É flexível, não parte!
É lindo, mas não é para mim.
O meu, será para breve.
Como diz o ditado?
" Em casa de ferreiro espeto de pau"
Não por muito tempo.
Aguardem!








Quem se aventura a fazer um?
Eu quero ver!
Beijinhos e até breve.

Conceição Esteves

17 de fevereiro de 2015

Calcanhares novos




Estas meias foram as primeiras que eu fiz, 
há já alguns anos,
e escolho-as para dormir, 
sempre que sinto os pés frios.
Mas elas não passam só pelos lençóis macios,
passam também pelo chão, 
como se fossem pantufas.
Porque são quentes e grossas,
fortes e macias.
Como podem reparar pela foto,
o calcanhar que está roto,
já não é o original.
Sei que tenho fotos da meia em nova,
do primeiro calcanhar,
do segundo,
mas, corri tudo e não as encontro!!
Assim resolvi mostrar umas fotos,
de como faço um calcanhar novo, 
para substituir o roto.

Desmancho todo o calcanhar, até conseguir enfiar as agulhas
nos 40 pontos inicias. 

A primeira agulha tem de ter metade do n.º de pontos iniciais.
Neste caso 20. A segunda agulha fica com os restantes.
Ainda na segunda agulha, divide-se os pontos em três partes:
Uma agulha fica com os outros 20 pontos e as agulhas das laterais
com os restantes que sobrarem que teram que ser iguais.

Começa-se a tricotar em ponto meia,
fazendo uma diminuíção nas agulhas laterais,
no inicio e no fim de cada carreira, até se obter os 20 pontos iniciais.
Depois faz-se a curva do calcanhar e
arrematam-se os pontos com uma agulha de tapeçaria.

Aqui, pronta!


Estão como novos para uma nova temporada.
Não está perfeito, eu sei,
mas consegui o meu objetivo.

Bom Carnaval

Até breve
beijinhos

Conceição Esteves

13 de fevereiro de 2015

Necessaire Corações



Ao aproximarmo-nos de uma época romântica,
o dia dos namorados,
porque não um trabalhinho com corações?
E flores? e botõezinhos? E em rosa?

Aqui está!!
Uma necessaire com um ar bem romântico!

Para que dá importância a este dia:

Feliz Dia dos Namorados,

e para quem não dá.

feliz Sábado.


Até breve,

Beijinhos

Conceição Esteves

10 de fevereiro de 2015

Gola em tricô



Fiz uma gola em tricô,
 com um ponto que tirei da net,
mas penso que ficou ao contrário,
pois faço tricô ao ombro,
e não ao dedo.
Bem, no fim até gostei que o ponto ficasse assim!
Foi rápido de executá-la, 
pois o ponto é bastante aberto.
Num fio grosso das LANAS STOP - Top Merino, com 52% de lã, 
e 48% acrílico, 
mas muito macia ao toque.
Fiz com agulhas n.º 6, 
e levou dois novelos de 100 gr cada um.
(125 m x 2 ).
Pode-se lavar na máquina, até 40º.


Duas voltas no pescoço.


Sortuda que sou eu, arranjei logo uma modelo à altura.
Olhem-me só para este sorriso!
Não é contagiante?



A cor é o castanho chocolate, como mostra a primeira foto.
O ponto fica igual nos dois lados.

Era para mim,
mas já foi...
Depois faço outra :)
Se gostaram comentem!
Andam muito preguiçosas,
assim como eu!
Mas já já vou pôr os comentários em dia.

Beijinhos e até breve.

Conceição Esteves





8 de fevereiro de 2015

Base para copos






Um circulo de tecido, 
viés,
e está pronto.
Este tecido já existe quiltado e com enchimento.
Cortamos a base na medida desejada, 
costuramos o viés, 
e em alguns minutos temos as bases de copos prontas, 
enquanto o diabo esfrega um olho.
Fez parte das prendas de Natal que ofereci.





Bom fim de semana,
beijinhos e
até breve.


Conceição Esteves

3 de fevereiro de 2015

Necessaire rosa às florinhas





Esta foi a prenda da Carolina:

Um estojo para as canetas de pintar, 
com uma fita de pulso.
Um tecido muito macio, 
100% algodão.
Um laço e uma flor
acrescentam mais um toque feminino.












Espero que a chuva passe logo!
O meu estado de espírito quer hibernar,
e os sonhos tendem a adormecer.
NÃO!! Tenho de acordar!!

Beijinhos, 
até breve.

Conceição Esteves

28 de janeiro de 2015

Pão branco


acabadinho de fazer!

Muito fácil, 
pouco tempo de preparação e
um cheirinho pela casa a pão fresco!






Para um pão de 750 gr aproximadamente:

- 500 gr de farinha com fermento própria para pão (usei a do Lidl)
- 320 ml de água morna

Numa taça deitar a farinha e a água e amassar com a batedeira elétrica
 aproximadamente por 8 a 10 minutos, com as varas em espiral.
Deixar repousar num local quente durante 30 minutos.
(Eu deixei dentro de uma caixa plástica com tampa, 
embrulhada numa manta ao pé de uma janela ensolarada).
Passado este tempo,
 moldar a massa a gosto, dando-lhe a forma do pão que quiser,
 cobrir com um pano e deixar levedar novamente, por 40 a 60 minutos
(Aqui untei um pirex rectangular, coloquei a massa,
tapei com plástico aderente e coloquei novamente debaixo da janela).
Após este periodo,
coloquei o pirex no forno préviamente aquecido a 200º, 
com ventilação superior e inferior por 30 minutos.

E já está!
Sem sujar uma única mão ou dedo.

A primeira fatia já foi,
enquanto escrevi este post.

Beijinhos e até breve,

Conceição Esteves


26 de janeiro de 2015

Cachecol para homem


Lã: Mondial Merino Plus - ITÁLIA
Lavável à máquina

52% Lã Virgem Merino
48% Acrilico

Agulhas n.º5,5 - 6,5

Cor: Azul Escuro

Comprimento: 1,70 cm

Levou 3 novelos de 100gr, 
mais um pouco.
Cada novelo tricotado neste ponto,
corresponde a 50 cm de cachecol.







Ponto utilizado:

Multiplos de 4 + 3
Começo: 39 malhas na agulha

1.º fila: 
- Dois pontos em malha meia, dois pontos em tricô. 
Repetir até às 3 últimas malhas que terminam em duas malhas meias e uma tricô.

2.ª fila e restantes: repetir o esquema de cima.

Ou seja, todas as filas começam e acabam da mesma maneira, 
tanto do direito como do avesso.
O ponto fica exatamente igual dos dois lados.


Até breve,
beijinhos.


Conceição Esteves


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...